SELECT Uri FROM Orion.Pollers ORDER BY PollerID WITH ROWS 1 TO 3 WITH TOTALROWS
Estou em:   Início » Mostra Vicente Salles de Ciência ...

Tamanho do texto:   Tamanho do texto menor Tamanho do texto normal Tamanho do texto maior   

Mostra Vicente Salles de Ciência e Cultura chega à Ilha de Marajó


Aproximadamente três horas de navegação separam a capital paraense da Ilha de Marajó, onde acontece a quarta Mostra Vicente Salles de Ciência e Cultura, nesta quarta, dia 8, e quinta-feira, dia 9, no município de Soure. O objetivo do evento é descentralizar as atividades científicas promovidas por diversas instituições de ensino e pesquisa em Belém, ao promover uma programação com palestras, exposições, oficinas e outras ações educacionais e culturais para fomentar a formação de jovens dos municípios do Pará.


Coordenada pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti-PA), a Mostra antecede e prepara a sociedade paraense para receber a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que, neste ano, acontecerá em outubro, no Hangar-Convenções e Feiras da Amazônia.


“Acredito que os diversos representantes das instituições envolvidas na Mostra serão inspiração para um futuro melhor aos jovens do município, da mesma forma como serão inspirados ao repassar o conhecimento que possuem, pois é o momento no qual os universitários envolvidos vão além da teoria e exercem a prática fora das salas de aula”, afirmou o prefeito do município de Soure, João Luiz Melo, durante a abertura da Mostra, que aconteceu no Instituto Stella Maris, sede desta edição do evento.


Entre as atividades que mais chamam a atenção dos visitantes, em especial das crianças, está o Programa Natureza do Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG), no qual o personagem Macaco Ximbica mostra um pouco da fauna e da flora regional e enaltece a responsabilidade do ser humano para estabelecer a preservação da biodiversidade amazônica.


Além disso, o MPEG apresenta durante as Mostras o projeto Censo da Biodiversidade, que busca identificar espécies ameaçadas e os fatores da ameaça, cujos dados servirão como base para diagnósticos ambientais e futuros programas de restauração e recuperação de florestas e áreas degradadas. “Queremos disponibilizar esse conhecimento para a sociedade, e para isso vamos publicar periodicamente as listas de espécies catalogadas pelo Censo no site do Museu”, explica a bolsista do MPEG, Sara Santos.


A programação da Mostra Vicente Salles continuará até às 17h desta quinta, com visitação gratuita no Instituto Stella Maris, em Soure. Em seguida o evento segue para o município de Bragança nos dias 23 e 24 deste mês.


Texto: Igor de Souza – Ascom Secti

 

 

Imagem: 
Imagem ilustrativa da notícia.

Imprimir este Conteúdo