putlockerscanli bahiscanli casino
Estou em:   Início » Mais de 12 mil pessoas ...

Tamanho do texto:   Tamanho do texto menor Tamanho do texto normal Tamanho do texto maior   

Mais de 12 mil pessoas prestigiam Mostra de CT&I em Marabá

Quem compareceu no segundo dia da Mostra de Ciência, Tecnologia e Inovação para o Desenvolvimento Regional, que encerrou na noite desta terça-feira, 26, em Marabá, pode conferir uma programação especial para aqueles que buscam tirar seus pequenos negócios da informalidade. Por meio de uma ampla programação gratuita composta de palestras, bate-papos, oficinas e atividades de difusão e popularização da produção científica estadual, os visitantes puderam conhecer caminhos alternativos para superar os desafios enfrentados por pequenos e micro empreendedores locais para crescer e inovar.  

 

O evento, realizado pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - Sebrae no Pará, conseguiu reunir mais 12 mil pessoas durante os dois dias da Mostra, instalada na Escola Estadual de Ensino Médio Prof. Anísio Teixeira em Marabá. “Esse evento da Secti e do Sebrae vai deixar um legado muito importante pra Marabá no que diz respeito a busca por informações a capacitações para preparar as pequenas empresas locais às exigências do mercado e às dos seus próprios clientes”, afirma o gerente do escritório regional Carajás I, do Sebrae no Pará, Joseni Soares.
 
O comportamento empreendedor também empolgou os jovens que compareceram na Mostra, como foi o caso da estudante Marcia Eduarda, de 14 anos. “Meu pai é eletricista e montou um pequeno negócio, prestando serviços de manutenção a empresas locais. Porém, ele ainda trabalha na informalidade, e a expositora do Sebrae me falou que isso é ruim pois ele está deixando de ter diversos benefícios, como o de obter um CNPJ para trabalhar com a emissão de nota fiscal. Eu pretendo mudar isso, mostrando a ele esses folders informativos do Sebrae que peguei aqui na Mostra”, afirmou a estudante.    
 
Outra visitante foi a Cledeneuza Oliveira, integrante da Cooperativa Interestadual das Mulheres Quebradeiras de Coco Babaçu, que veio em busca de mais informações sobre como formalizar o seu empreendimento. “Quando a gente começou a comercializar os nossos produtos, como a farinha e o azeite de Babaçu, sentimos a necessidade de buscar a formalização do nosso negócio, e o primeiro passo foi o de nos unirmos por meio de uma cooperativa. O segundo passo agora é buscar essa parceria com o Sebrae para nos legalizarmos oficialmente e ampliar as nossas vendas”, explicou Cledeneuza. 
 
Além do empreendedorismo, diversos temas foram trabalhados durante a Mostra por meio das atividades realizadas pelas principais instituições de ensino e pesquisa do Estado e organizações governamentais e não governamentais, como a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), a Universidade do Estado do Pará (Uepa), a Universidade Federal do Pará (UFPA) e a Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra). 
 
Uma das temáticas foi a sustentabilidade, trabalhada na palestra “Agriculturas urbanas”, cujo objetivo foi o de incentivar a comunidade geral a buscar soluções para minimizar o descarte de lixo nos centros urbanos. “Eu relato várias experiências sustentáveis, como o cultivo de hortas suspensas e o reaproveitamento de alimentos. Essas ações podem se transformar, inclusive, em fonte de renda para a população. Resíduos orgânicos podem se transformar em biojóias, por exemplo”, explica a ministrante da palestra e graduanda do curso de Engenharia Florestal da Ufra, Cibele Lima. 
 
No mês de setembro a Mostra de Ciência, Tecnologia e Inovação será realizada nas cidades de Altamira (08 e 09/09), Santarém (15 e 16/09) e Itaituba (18 e 19/09). Os interessados podem conferir a programação completa e efetuar pré-inscrições gratuitas nas atividades que desejam participar pelo site: www.semanact.pa.gov.br. 
 
Texto: Igor de Souza - Ascom Secti
 
Imagem: 
Imagem ilustrativa da notícia.

Imprimir este Conteúdo